Dresden, a linda cidade que renasceu das cinzas!

Parte II

Como vimos no post anterior, Dresden é uma sobrevivente! Ou melhor, uma lindíssima sobrevivente que vale à pena conhecer!
Não bastasse sua rica história e seu passado trágico, a cidade ainda é super interessante, com cultura, arte e arquitetura de “cair o queixo”.

Dresden, como já contei, é a capital do estado da Saxônia, e graças aos reis, Augusto, o forte, e seu filho, Augusto III, a cidade é conhecida como “a Florença do Norte”.  A impressionante arquitetura barroca, herança do apogeu cultural, faz de Dresden uma cidade diferente na Alemanha pós guerra.

É bem fácil conhecer a cidade velha (Altstadt) a pé! As construções barrocas se sucedem uma após a outra nas ruas bem cuidadas e nem precisa procurar, mas algumas delas são imperdíveis, e você não pode deixar de vê-las:

Zwinger

O Zwinger é onipresente na cidade velha, porque é tão grande e diferente que é quase impossível não o encontrar. Trata-se de um museu com acervo riquíssimo que inclui galeria de arte com obra de Rafael e coleções de porcelanas, típicas da região.

Mas sua maior atração é mesmo sua arquitetura barroca onde se destacam esculturas lindíssimas que margeiam uma passarela imensa que contorna seu incrível jardim.  Em dias de sol, o Zwinger é ainda mais deslumbrante e inesquecível!

Fürstenzung

Um mural gigantesco de azulejos, situado na Augustusstrabe, com 101 metros e 24 mil azulejos que mostra uma procissão contando a história dos reis da Saxônia!

Foi pintada entre 1871 e 1876 para comemorar a dinastia Wettin, a família dominante na Saxônia, e sobreviveu à guerra!!! Incrível!

Frauenkirche

A igreja luterana que foi reconstruída com a ajuda do prêmio Nobel Günter Blobel fica na Neumarkplatz e é maravilhosa! Possui uma cúpula gigante e um órgão “de respeito”. Seu interior é rico e decorado, bem diferente da simplicidade das igrejas germânicas.

Em frente a ela, há uma estátua de Martinho Lutero e nela é possível observar muitas flores depositadas em sua homenagem. Também fácil de achar!

Kreuzkirche

A igreja da cruz é a mais antiga da cidade. Ela é a maior igreja da Saxônia e bem escura por fora com um pináculo verde claro com uma cruz e uma estátua dourada respectivamente. O seu interior é lindo e emociona!

Semperoper

A Ópera de Dresden é mais uma obra barroca que merece ser conhecida pelo menos por fora. Nela, compositores ilustres como Wagner e Strauss estrearam obras primas.

Brühlsche Terrace

Um longo terraço as margens do rio Elba que oferece vistas inesquecíveis. É possível acessa-lo em muitos pontos da cidade velha, e vale à pena tirar um tempinho pra sentar em um dos seus bancos, pra curtir a vista cenográfica do Elba acariciando a cidade.

Depois, desça à margem do rio e embarque em um dos barcos a vapor, para um cruzeiro cênico na região da Saxônia. É lindo!
Então amigo leitor, isso tudo é só um “aperitivo” de Dresden! Tem muito mais pra ver! Você vai precisar de dois dias inteiros, só pra cidade e acrescente pelo menos mais dois dias para a região em torno dela.

A cidade não é um destino comum entre brasileiros, mas muito popular na Alemanha e no Oriente. Dresden está sempre cheia de turistas, logo, vale a pena conhecer. Então pense na Saxônia em sua próxima viagem. É uma região com muitos “tesouros” escondidos que valem a pena conhecer. Dresden sem dúvida, é um deles!
Bye!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s