A exótica Kuala Lumpur!

kuala-lumpur

Gente a Malásia é o máximo e sua capital, Kuala Lumpur, foi uma enorme surpresa pra mim! É muito raro você ouvir falar de Kuala Lumpur (KL), e mais raro ainda é programar uma viagem à Malásia. Eu  particularmente, só tinha ouvido o Galvão Bueno falar sobre uma corrida na Malásia e lembrava também do Tom Cruise numa “Missão Impossível”  pulando das torres gêmeas de KL, então imagine a minha surpresa quando encontrei uma cidade enorme multicultural e moderna!

kuala-lumpur-mapa-de-malasia-i1

Kuala Lumpur é uma cidade grande de quase 1,5 milhões de habitantes que fica no meio da Ásia entre Tailândia e Cingapura, mas faz fronteira marítima com a China, Indonésia, Vietnam, Filipinas e Brunei, então pensa num caldeirão étnico e multirracial, é KL!!!!
A cidade como o país, já foi colônia Britânica, mas hoje em dia é independente e desempenha um importante papel na política da região.

KL como toda a Malásia, é multicultural mas a sua constituição, a sua constituição declara o Islamismo como religião oficial e ao mesmo tempo protege a liberdade de religião. Então você encontra uma cidade aberta a todos os credos e raças, e uma cidade a tolerância faz parte do dia a dia, o que é muito legal!

3f98e23c-854d-4e2b-9468-13dafddaaaaa

Foi em KL que encontramos mulçumanos mais abertos ao diálogo, alegres que até toparam fotografar! No país, além do islamismo (a maioria) ainda estão presentes: budismo, cristianismo, hinduísmo, confucionismo e outras tantas que existem em menor número.
O sistema de governo é monarquia eletiva constitucional, que na prática significa algo parecido com a Inglaterra: tem um rei que é o chefe de estado e é eleito pelos governantes hereditários e um primeiro ministro que é quem manda mesmo.

O atual rei é o sultão Abdullah de 59 anos, que assumiu o poder depois da inesperada renúncia de Muhammad V ( que casou-se com a miss Russia de 25 anos), e mora num suntuoso palácio onde todos vão fotografar, inclusive eu, claro!

Bom, voltando a cidade de KL, ela tem bairros históricos com edifícios antigos que contam a história da cidade, como a Merdeka Square. Trata-se de uma praça onde foi substituída pela primeira vez a bandeira Britânica pela da Malásia. É tipo a praça da independência onde ocorrem as manifestações cívicas do país.

o-que-fazer-em-kuala-lumpur-6
A praça em sí, é um gramado que antes era um campo de críquete, bem em frente a um lindíssimo prédio institucional, o Sultan Abdul Samad Building. Vale pelo menos uma parada para fotografar.
Também na praça, funciona um centro de informações turísticas que é sempre útil se você não tiver guia. Lembre-se que no oriente, fala-se muito pouco inglês, e na Malásia, apesar de ser multicultural, não é muito diferente.

A região do Butik Bitang é o bairro moderno de KL. Com grandes Shoppings, hotéis e restaurantes, atraem sempre muitos turistas, principalmente pelos prédios enormes de arquitetura futurista como as Torres Petronas.

img_3602

As torres que ficaram famosas graças ao filme Missão Impossível, são impressionantes mesmo e impossível não fotografar. São dois aranha-céus  icônicos com 88 andares, em estilo islâmico moderno e unidas por uma ponte e que podem ser visitadas com agendamento.

A Torre de KL, também é uma atração imperdível! Essa visita não precisa de agendamento, é só enfrentar a fila para comprar o ingresso e subir. A visão panorâmica da cidade é imperdível e vala à pena esperar na fila.
Além disso, KL tem muitas outras atrações, como aquário, museus, mesquitas e templos. O bairro de Chinatown tem as mesmas características de outras cidades grandes: muita pechincha e artigos de qualidade duvidosa, mas tem seu público.

Eu conheci o Museu Nacional, onde é possível observar as diferentes etnias que compõem o pais, através das suas roupas típicas mas infelizmente não tive muito tempo para explora-lo. Aliás KL é uma cidade para pelo menos 3 dias de visita e com um bom roteiro ou guia, caso contrário você vai perder muito tempo se perdendo, kkkkkkk.
Seria ousadia dizer que eu conheci KL! Na verdade eu vi a cidade, e adorei o pouco que pude ver!

Os malaios são muito simpáticos e pelo fato do país ser multicultural, você se sente acolhido. É muito fácil gostar deles e da cidade. Também é muito fácil você se encantar com a mistura  que existe lá, que começa na religião que os forma e passa pela gastronomia, pela arquitetura e pelos hábitos.

A  Malásia tem uma economia que cresce  6,5% ao ano, e é uma potência no sudeste asiático. Assim como sua capital KL, já foi considerada um dos melhores lugares do mundo para se aposentar e morar. KL tem infraestrutura de primeiro mundo, com telecomunicações e transportes ( metro) de fazer inveja a muitos países. Pense que 94% da população tem acesso a água doce potável, e isso é muito show se pensarmos que Hong Kong importa água da China!!!!
Mas isso é apenas detalha pra mim! Importante mesmo é o astral da cidade! Acolhedora, moderna e ao mesmo tempo tradicional, bela nos pequenos detalhes, Kuala Lumpur é um “achado” e merece entrar nos seus planos de viagem!
Bye!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s