As Dolomitas

maxresdefault3

A cadeia de montanhas de calcário, chamadas de Dolomitas, dominam todo os alpes italianos, encantando toda a região e transformando o cenário em um cartão postal.
As Dolomitas são chamadas assim, porque foram descobertas por um geólogo francês, chamado Dieudonné Dolomieu e abrangem três regiões do norte da Itália: Trentino Alto Adige, Veneto e Friuli Venezia Giulia além de serem Patrimônio Mundial da Unesco.

Mas isso tudo é geografia, e as Dolomitas são muito mais que isso.  A região é um cenário encantador, composto de várias cidadezinhas onde você pode e deve andar de um lugar à outro sem pressa e atento a cada curva.
Um lugar com gastronomia deliciosa, hotéis charmosos, lojinhas irresistíveis, e paisagens de tirar o fôlego!

Em teoria, as Dolomitas fazem parte da região de esqui italiana, cuja capital é Cortina d’Ampezzo, e esta sim, é uma cidadezinha ( estação de esqui) famosa no mundo inteiro e a escolhida pela Ferrari para sua abertura de temporada e apresentação de carros/pilotos.
Mas eu nunca fui às Dolomitas no inverno (alta temporada), quando tudo está coberto de neve, primeiro porque não sei esquiar logo, tudo coberto de neve, não me interessa. Segundo porque alta temporada é sinônimo de preços altos, e tumulto.

img_95792
Nas vezes que fui às Dolomitas, sempre fui no outono, quase inverno. E porque estou dizendo quase inverno? Porque a região no verão, tem muitas coisas fechadas e você pode ter dificuldade em achar hotéis e restaurantes.

Outra dica importante para curtir a região é que não há um bom sistema de transporte disponível, logo a melhor maneira de conhecer todas as pequenas cidades e lugarejos é alugar um carro. Você pode vir do sul (Itália) ou do norte ( Áutria ou Suiça), tanto faz a direção, a estrada dos alpes italianos é deslumbrante!

Cortina d’Ampezzo é uma boa base de hospedagem se você não quiser ficar trocando de hotal para visitar a região. Foi assim que fizemos, escolhemos um hotel bacaninha, que fora da alta temporada fica mais acessível, e dali partimos a cada dia para uma direção diferente.
Então, meu conselho é: pegue um mapa turístico da região em qualquer info turístico e se jogue na estrada. Além de Cortina, você pode conhecer Marmolada, Brunico, Araba, Ortisei, Tolmezzo, Bressanine, Madona di Campiglio, Dobbiaco, Merano e Bolzano.  Todas lindíssimas, e inesquecíveis.

As Dolomitas pairam sobre toda a região e em quase todas podem ser vistas quase que arranhando o céu com sua cor esbranquiçada e tranquila.
A região merece 1 semana de visita mas mesmo que você não tenha esse tempo disponível, fique o quanto puder e deixe o resto para uma outra viajem, sempre é um bom motivo para voltar.

img_95982

Eu já me apaixonei perdidamente pelas Dolomitas e já às visitei algumas vezes, mas mesmo assim não posso dizer que conheço bem ou tudo. A região sempre me surpreende e encanta. São das Dolomitas algumas das mais lindas fotos que guardamos com carinho no coração!

img_95222
Experimente você também os alpes italianos. Vá no inverno se quiser neve ou na primavera ou outono se quiser conhecer a região, de qualquer maneira você vai se apaixonar!
Bye!

 

4 comentários sobre “As Dolomitas

  1. Daniela

    Lindíssimo. Irei ao Lago di Garda no começo de novembro. Será que vale a pena esticar até as Dolomitas, gostaria de ir a regiao de Val del furnes, onde tem a igrejinha com montanhas ao fundo. Mas tenho receio em fazer um reserva e o tempo não estar bom.

    Curtir

    1. Ola Daniela, vamos ver se consigo te ajudar. Bom, você está indo no começo do inverno ( nessa época já é bem frio) então tempo ruim é sempre possível. Mas se você pensar bem, sempre corremos o risco do clima atrapalhar algum programa durante a viagem, então, meu pensamento é sempre, arriscar. Mas tenha um plano B. A distância não é grande, pois de Sirmione (a cidade mais linda), que fica bem no inicio de Garda até o Funes, são perto de 200 km e dali até Cortina são mais 100 km. Mas lembre-se que você vai subir os alpes italianos em estradinhas cheias de curvas ( e talvez neve), o que torna a viagem linda, mas lenta.
      As Dolomitas são deslumbrantes e ficam pertinho do Lago de Garda, mas somente você pode avaliar se vale à pena a esticada e é muito importante levar em consideração o tempo disponível. Ele faz toda a diferença entre apreciar uma região/paisagem com calma ou transformar sua viagem em uma maratona. Ok?
      Espero ter ajudado, mas estou sempre por aqui se você tiver mais dúvidas. Abçs

      Curtir

  2. Oi, Beth, vim conhecer seu blog e fiquei feliz de saber que você é outra apaixonada pelas Dolomitas! Fui em 2016 e voltarei agora em junho.
    Gostei de sua definição “Amo tanto viajar que minha vida acontece entre minhas viagens! “. Abraços

    Curtir

    1. Oi Márcia! Q bom que vc gostou, pq tbem gostei muito do seu. Temos muita coisa em comum claro, e a paixão por viajar aproxima muito. A região das Dolomitas é muito linda mesmo, né? Tive algumas dificuldades em maio lá, pq tinha muita coisa fechada em Cortina d’Ampezzo acho que vc tbem vai passar por isso, mas mesmo assim vale muito à pena. Espero que possa aproveitar bastante. Vai viajar sozinha? Eu viajo sempre com meu marido, ele é um companheirão. Nos divertimos muito, até nas “roubadas”. Me conte depois como foi sua aventura. Nesse ano, vou viajar menos, pq estamos atravessando uma fase de transição no trabalho, e precisaremos estar mais presentes, então minha próxima viagem é só em setembro, então, me conte tudo para que eu viaje junto, ok? Abraços

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s