África do Sul, que aventura incrível!

IMG_3318

Amigos do Mala, acabamos de chegar da África do Sul e eu mal podia esperar para sentar no computador e contar das coisas maravilhosas que vi por lá!
Tenho muitas novidades pra contar, mas hoje vou começar a falar de Safari. Sim, fizemos vários safaris “com leão e tudo “, como diz minha neta, e foi uma experiência inesquecível.

IMG_3300

Olhem, não sou uma pessoa muito apaixonada por bichos, gosto deles sim, mas não sou daquelas que chora ao ver um bichinho sofrer, então não tinha expectativas muito altas em relação à safari. Pensei, ok, vou ver como é! Também não gosto muito de mato, do tipo “florestas são maravilhosas”, kkkkkkk. Pra mim, verde é legal. E só.

Logo você pode estar se perguntando: o que ela foi fazer na África num safari? Curiosidade, óbvio!   Sempre ouvi falar muito bem da África e tinha muita vontade de descobrir se era tão legal quanto diziam, e é!
Mas vamos começar a falar sobre safaris e espero poder te orientar sobre como, onde, e o que fazer.
A gente tem uma ideia muito vaga de como funciona “fazer safari” e eu tive que pesquisar muito para não entrar em “roubadas”, mas consegui, pra mim, foi uma experiência maravilhosa e vou te mostrar o caminho, ok?

kruger_575 map

Bom, existem muitos lugares pra fazer safaris na África do Sul, mas a região mais famosa é onde fica o Kruger Parque. Em outras regiões, o mais comum são parques onde criam animais, e são abertas à visitação. Nesses lugares, você passeia entre os animais, a maioria deles é dócil e disponível até a uma self com a família. Mas isso não é safari, e sim passeio entre os animais, ok?
Também existe fora da África do Sul, em Botsuana, Zimbábue e outros, o que podemos chamar de “safari de raiz”. Nele você fica alojado em uma barraca, com conforto, e tem um contato digamos “mais rústico” com as manadas em deslocamento.
Nenhuma das duas modalidades me interessava, então fui para a região do Kruger, fazer um safari “de verdade” mas com conforto.
Viajei de avião, porque estava vindo de Cape Town ( Cidade do Cabo), que fica bem ao sul da África do Sul e é longe de Hoedspruit, destino de quem vai ao Kruger, mas se você estiver em Johanesburg, é possível ir de carro ao Kruger Park, são somente 390 km.

O Kruger Park é um parque nacional, muito grande ( quase 2 milhões de hectares) controlado pelo governo. Nele é possível pagar e entrar sozinho de carro, e até se hospedar, desde que cumpra as regras, claro, ou com excursões guiadas  nos mini-ônibus que levam muitos turistas. A regra mais importante é que você pode andar à vontade( 50km/hr) pelas ruas do parque, mas não pode sair da rota muito menos se embrenhar na mata.
Se você tiver a sorte de encontrar com alguns bichos, legal, caso contrário, vai ter que se contentar. Obviamente você vai encontrar muitos animais, porque está cheio por lá, mas talvez, você não consiga ver algum em especial que gostaria muito e que exige tempo e paciência  para procurar.
Esse tipo de safari, acho especialmente recomendável em duas situações:

  • Se você tem um orçamento apertado. Custa muito mais barato pois você só paga a entrada do parque.
  • Se você está com crianças. Os safaris particulares são uma jornada longa no mato e inadequada para crianças e se você for no seu próprio carro, pode fazer no tempo da criança. Aliás, safaris mesmo, não são programas para crianças, no máximo adolescentes. E mesmo assim se forem muito amantes da natureza, porque os “cyber-adolescentes” vão se entediar.

Bom, ao redor e colados no Kurguer Parque ficam as reservas particulares, onde o dono constrói Resorts que lá eles chamam de Lodges, onde predominam o conforto, o atendimento diferenciado, e o serviço de primeiríssima e claro acesso facilitado aos animais.

Nós ficamos no Kapama Lodge. Na verdade em um dos lodges do Kapama, porque tem mais 4 lodges na mesma reserva, os quais não visitei.
O Kapama River Lodge é tão inesperadamente luxuoso, no meio do mato, que até fiz um vídeo curtinho para mostrar e se você ainda não viu, está lá na página do Mala no FB.
Você pode ir a qualquer uma das reservas privadas que estão ao redor do Kruger, é só uma questão de procurar na internet, ou em sua agência de viagem ou ainda operadora. Eles vendem o pacote completo, com acomodação, pensão completa, 2 safaris diários e tranfer de ida e volta ao aeroporto.
O serviço é de primeira, o conforto inesperado e a comida deliciosa. A Á frica do Sul foi colonizada pelos ingleses, e toda a cultura, educação, organização inglêsa, ainda está lá.

E como funciona os safaris? Vou te contar.

 Pra início de conversa, eles chamam safaris de Game driver  e você vai ter que levantar cedinho. Eles acordam você as 5 da manhã, à tempo de fazer um lanchinho que está pronto te esperando e as 6 você se dirige ao ponto de encontro de onde saem os jipes. Lá já te esperam além dos carros novinhos abastecidos com cobertores, lanchinhos e capa de chuva para o caso de precisar, o seu guia/motorista, que será sempre o mesmo durante toda a sua estadia e o batedor que senta bem na frente do jipe e procura os rastros dos animais.

E aí meu caro amigo, é emoção pura! São três horas de safari por estradas, picadas e as vezes meio do mato, à procura dos animais. Costumam dizer que um safari é um sucesso quando você consegue ver os 5 maiores (Big Five) : Leão, Elefante, Rinoceronte, Búfalo e Leopardo.

Obviamente que você não vai conseguir encontra-los em 1 único safari, e por isso é legal você programar mais de um dia nos lodges. Os animais estão no seu habitat, do jeito que vivem normalmente, caçando, dormindo, brigando e safari fotográfico, é quase como procurar agulha no palheiro.
As 9 hrs você estará de volta ao lodge para um maravilhoso café da manhã. Depois disso poderá descansar, e/ou desfrutar a estrutura do lodge que tem até picina e spa.  O almoço é as 13 hrs e depois disso mais um pouquinho de descanso.

As 16:00 eles disponibilizam mais um lanchinho antes do segundo safari do dia as 16:30 hrs.  E prepare-se para mais emoções! Mais 3 hrs de safari com direito a um safari noturno, (quando escurece) onde o batedor leva um canhão de luz para procurar os bichos na mata.
As 19:30 o safari do dia termina e você tem um tempinho para tomar um banho, processar para acreditar em tudo que viu e nas emoções que viveu, e as 20 hrs você tem um jantar divino marcado em outro restaurante, com mesas grandes onde sentam todos os companheiros de aventura do seu jipe e o guia. É uma confraternização linda e a oportunidade única de trocar as experiências vividas durante os games drivers.
Assim termina o dia no lodge. E aproveite para dormir cedo porque o outro dia começa às 5 da manhã novamente.
Antes que você pergunte, já vou adiantar: não cansa, não enjoa, e você sempre quer mais.

Tivemos a felicidade de ver os Big Five logo nos primeiros safaris e mais girafas, zebras, hipopótamos, impalas e mais outros tantos que não consigo lembrar, mas sempre, queríamos mais . E de novo, de novo e de novo!
Se você quer saber quantos dias seria ideal para ficar no lodge, eu aconselho 3 dias inteiros ou seja dependendo da hora em que você chegar, o ideal é ter a oportunidade de fazer 6 safaris. Lembre-se que o tempo pode não colaborar, e safari com chuva, não é legal. Os bichos se escondem e você também dentro das capas de chuva. Nós pegamos chuva somente na metade do último safari, e como já tínhamos visto muitos animais, pudemos voltar ao lodge para nos abrigar.

Então, de uma pessoa que não é “apaixonada por animais”, pense com muito carinho em fazer safari! A emoção de ver os olhos dos animais olhando pra você, a experiência de ve-los nos seus habitats, o arrepio de encarar 3 leoas te avaliando e com o macho a poucos passos é indescritível!!! Jamais vou conseguir passar em palavras o que vivemos lá, mas posso te garantir que guardarei para sempre na memória a cor dos olhos do leopardo, a simpatia da girafa, a vulnerabilidade das caças, a serenidade dos predadores e o cheiro do orvalho no mato ao anoitecer!
Bye!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s