Budapeste, continuamos na “Rainha do Danúbio!

IMG_4444

Então, como falamos no post anterior, Budapeste tem um espírito imperial, e não é à toa. A cidade era a “queridinha” da imperatriz Sissi na época da dinastia Austro-Húngara. Sissi não gostava muito da corte austríaca, que era dominada pela sogra, e quando da assinatura do compromisso que estabeleceu a monarquia dual da Áustria-Hungria praticamente mudou-se para o palácio nas proximidades de Budapeste e foi coroada rainha da Hungria. Sua terceira filha, nasceu em Budapeste e foi criada na cultura e costumes húngaros.
Um pouquinho de história, pra você conhecer melhor a cidade que vai encontrar.
Agora você sabe porque Budapeste é tão imponente e luxuosa, tal qual Viena só que mais!
Vamos começar pelo lado Buda, mas você pode começar por Peste, só vou dividir as atrações, para você se deslocar sem desperdiçar tempo, ok?

Pairando sobre a paisagem da cidade, com uma vista espetacular da cidade, do Danúbio, e das pontes está o Castelo de Buda. Você pode subir com o Sightseeng, e uma vez lá, aproveitar para visitar todo o complexo turístico, que compreende além do próprio castelo com a sua Galeria Nacional, a igreja de Matias, que leva o nome do rei que se casou nela, e o Panteão dos Pescadores, um terraço em estilo neogótico com uma cafeteria e uma vista “matadora” da cidade.

Visite tudo com calma, para poder apreciar e curtir. Tirei um tempo para fazer um lanche na cafeteria do Pescadores, olhando pra cidade deslumbrante aos meus pés, num lindo dia de sol, e foi inesquecível. As ruas estão lotadas de lojinhas de suvenires, pra todos os gostos e bolsos, logo você pode bater perna adoidado!

Antes de deixar Buda, no fim de tarde, pegue novamente o Sigthseeng para subir um pouco mais até o Gellért Hill, um mirante que fica acima do castelo e claro, com uma vista magnífica da cidade! Aproveite para fotografar a cidade em seu melhor ângulo!
Atravessando o rio Danúbio para conhecer Peste, você vai precisar de no mínimo do mínimo, 2 dias inteiros correndo.

Comece pelo Parlamento Húngaro! Eu fui duas vezes, de dia e à noite, porque é foto imperdível. O Parlamento é um dos edifícios legislativos mais antigos da Europa. Em estilo neogótico, situa-se no lado de Peste às margens do Danúbio, mas se você quiser fazer lindas fotos, terá que fazê-lo do outro lado do rio, em Buda.  É em Buda que você terá distância suficiente para enquadra-lo. O edifício é enorme, e lindo também visto de perto, e mais ainda por dentro com visita agendada, mas se não for possível, não esquenta, vá à Buda fotografa-lo, e vai guardar uma imagem inesquecível.

Bem no miolo de Peste, a Basílica de Santo Estêvão impressiona não só pelo tamanho, ela é enorme, mas principalmente pelo seu rico interior. Quase que inteiramente em granito rosa e preto, a basílica é um luxo só e foi nela que Sissi foi coroada a rainha da Hungria.

Em contraponto à Basílica, visite também a sinagoga de Budapeste. Costuma ter filas enormes na bilheteria, mas vale à pena. A grande sinagoga é tida como a maior da Europa e costuma reunir não só judeus de Budapeste, mas também de todo o país, tendo capacidade para até 3 mil pessoas.

DSC03810

Uma visita comovente, com muitas referências à II guerra, museu, e memórias que permanecem.  No pátio dos fundos há uma árvore em aço inox, em cujas folhas estão nome dos mortos na guerra. Uma homenagem linda e criativa.

A rua Váci, é o “point” do comércio na cidade. Nela você encontra lojas de marcas, souvenirs, restaurantes, bares, enfim um programão. Passei todos os fins de tardes por lá, é irresistível.
E as compras são ótimas em Budapeste, incrementadas pelo câmbio, que nos favorece muito, como em todo leste europeu. A moeda da Hungria é o Florin Húngaro (Ft), e 1 Real = 77 Ft.
Legal, né? Agora você tem mais um motivo para conhecer Budapeste. Mas ainda não acabaram os motivos, porque além de conhecer a Váci Street, você não pode perder a Avenida Andrássy, um boulevar lindo, as Termas de Széchenyi, para um banho turco, um cruzeiro cênico no Danúbio e fotografar a Ponte das Correntes.

Isso, amigo leitor é o mínimo que posso falar sobre Budapeste, pois a cidade é um desafio ao turista. Difícil não se perder ou se atordoar com tanta beleza. Considerada uma das mais belas capitais da Europa, Budapeste encanta e deslumbra. Não deixe de apreciar sua atmosfera intelectual, a arquitetura imponente da dinastia Habsburgo e a alegria impertinente de uma gente que não se deixou abater com as marcas deixadas pela guerra. Ao contrário, Budapeste é uma festa, num cenário deslumbrante!
Bye!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s