A requintada Viena!

OPERA-DE-VIENA

Hoje vamos falar sobre outra “figurinha carimbada” do turismo. A cidade que está entre os dez  destinos mais sonhados, não decepciona seus visitantes. Principalmente aos que, como eu, se  interessam  pela antiga realeza europeia, e a magnífica dinastia Habsburgo, que tem  na imperatriz Sissi, sua figura mais famosa.

Sisi está presente em tudo em Viena. Desde seus castelos elegantes e luxuosos, até nos teatros, praças e balés. Então vamos falar um pouco dela para poder entender e apreciar melhor sua linda Viena.
Não é só a imperatriz Sissi que está presente em Viena nos dias de hoje, existe também a presença constante da Imperatriz Maria Tereza, a única mulher que governou realmente a Casa Habsburgo. Esta mulher forte, teve enorme influência na história  da Áustria. Além dela, também a Arquiduquesa Sofia, mãe de Francisco José, que se casou com Sissi, foi uma presença importante na história austríaca. A arquiduquesa era uma “sogra-megera” que  infernizou a vida da pobre Sissi durante longos anos.

a791c81550f2dae1644cb83ac1e91bb3

Sissi, uma adolescente de 15 anos, vivia na Baviera (Alemanha), quando conheceu e se apaixonou pelo primo  Francisco José, que era manipulado pela mãe, e casou-se com ele tornando-se Imperatriz da Áustria. Sua vida não foi fácil ao lado da sogra e dizem os livros que Sissi logo entrou em depressão, o que explicava em parte, sua pronunciada magreza.
Apesar da infelicidade, Sissi amava muito seu esposo, e era correspondida, e era amada também por seu povo mas isso não era o suficiente para fazê-la suportar a rigidez da corte Vienense e de sua sogra.  Sissi também era obstinada por sua aparência e dietas, e depois dos 32 anos não permitiu mais que a fotografassem para conservar sua imagem jovem na história. Ela morreu aos 60 anos, assassinada por um anarquista italiano.
A Casa Habsburgo, a qual pertencia Francisco,  que reinou na Áustria, era uma família nobre, talvez uma das mais importantes e influentes da história europeia, e foi elevada à realeza e denominada Família Imperial do Sacro Império Romano-Germânico.
Bom, agora que você tem uma ideia de quem era Sissi e quem eram os Habsburgo, você está pronto para se encantar com Viena, a capital da Áustria e do Império Austro-Húngaro.

Viena é um pouco de todo esse glamour. Uma cidade lindíssima, com arquitetura imperial, muitos palácios, museus e teatros. Tudo muito tradicional e requintado.
A cidade é grande e hoje em dia tem mais de 1,5 milhões de habitantes, mas seu centro históricos e  a maioria de suas atrações podem ser alcançados à pé, facilmente. Escolha um hotel no centro, bem localizado, e isso vai permitir que você conheça tudo caminhando.
Já faz muitos anos que estive em Viena, tantos que minhas fotos não estão mais disponíveis, mas em minha memória as imagens, os palácios, a elegância da cidade estão intactas.
Reserve 4 ou 5 dias para conhecer a cidade, porque seus castelos pedem uma visita demorada e também porque a cidade é ótima para bater perna sem rumo.
Vou falar primeiro da atração que mais me impressionou : o Palácio de Schönbrunn!

Uauuuu! O que é aquilo? Magnífico, esplêndido e qualquer outro adjetivo de beleza e grandeza que você conheça, se aplicam ao palácio. Na minha opinião, o mais bonito e impressionante palácio da Europa.
O palácio era a residência de verão dos Habsburgo, e portanto fica um pouco fora da cidade, mas você pode alcança-lo tranquilamente de metrô. Reserve um dia inteiro só para ele, porque além do lindíssimo palácio, ainda tem os maravilhosos jardins e o zoológico. Tal como em Versalhes, o palácio dispõe de um trenzinho para que você possa visitar os imensos jardins e o zoo. Na bilheteria você pode comprar entradas para diferentes tours com diferentes preços. Obviamente que os ingressos que permitem visitar mais locais, são mais caros, mas se você puder, não hesite, vale cada centavo.

No palácio, que é Patrimônio da Humanidade pela Unesco, você tem acesso desde os aposentos reais, até as cozinhas, as salas do trono, e “banheiros”. Tudo é muito luxuoso e foi nele que viveu até o dia do seu casamento, a arquiduquesa Leopoldina de Habsburgo que veio ao Brasil casar-se com D. Pedro I. Imagina o contraste que enfrentou a pobre imperatriz!
Bom, o Schönbrunn não precisa necessariamente ser sua primeira visita em Viena, na verdade, falei dele primeiro, porque fui e sempre serei encantada por ele. E olhe que já perdi a conta de quantos palácios e castelos visitei pelo mundo, mas o  Schönbrunn sempre esteve no meu coração. E já que estamos falando de palácios, você não pode deixar de ver também, o Hofburg.

O palácio ou complexo de Hofburg, era a sede do poder em Viena. Servindo de moradia e centro do reinado, o palácio fica bem no centro da cidade pode ser acessado facilmente à pé. Claro que precisa comprar ingressos e que não são baratos, mas como tudo em Viena, vale à pena. Você terá acesso a tudo, inclusive às salas de ginástica da imperatriz Sissi. No palácio impressionam a pompa, o luxo, e a formalidade.
Existem mais palácios em Viena, mas depois de visitar esses 2 palácios, esqueça os outros. Aliás, vai esquecer quase todos os palácios que conheceu, porque os outros viram, o resto.

Então, vamos mudar o foco e visitar a catedral  de Santo Estevão ou Stephansdom. Enorme, a catedral fica no começo do “calçadão” de Viena,  a Graben and Kohlmarkt, e é recheada de obras de arte. Além de ter o telhado lindíssimo, capaz de tirar o folego.

Depois, tire um tempo para passear sem pressa no calçadão, que além de ser lindo, limpo e cheio de lojas, ainda é uma ótima opção para o almoço.
Atrás da catedral, e bem perto, fica a casa de Mozart, que é muito interessante até para os que não são muito fãs de música clássica.

No lado oposto do calçadão você encontra na praça dos museus ( Maria Teresien- Platz) dois dos mais interessantes, um de frente ao outro.  São o Museu de história da arte e o Museu de história natural. Escolha um deles, eu aconselho o de História natural, porque mostra a história dos Habsburgo, visite com calma e depois aproveite para tomar um café com um pedaço de sachertorte, a  torta de chocolate, típica de Viena.

Além de todas essas atrações, você ainda não pode perder, o Belvedere, a ópera (Staatsoper), a prefeitura ( Rathaus) e o parlamento.

Outra atração famosa em Viena é a apresentação dos lendários cavalos da Escola Espanhola de Equitação, os Lippizaner. A arena de apresentação, que é a sede da escola, já é uma atração à parte, pela sua arquitetura e o show dos cavalos Lippizaner, comove e encanta.
Se você tiver vontade de assistir à uma ópera em Viena, pode comprar entradas na calçada em frente a catedral. Tem muitas opções, por diversos preços. E também se tiver o sonho de assistir à uma apresentação dos Meninos Cantores de Viena, ela só acontece aos domingos na capela do Hofburg, logo não é fácil conseguir.

noticias_file_foto_6421_1457126329

Ufa! Viena é tudo isso! São muitas as atrações, mas em 5 dias, você vai ter uma boa noção da cidade. Prepare-se para se encantar. Pode criar as mais loucas expectativas, porque Viena vai superar! Você entra em um mundo encantado, quando chega na cidade, pois conhecer a capital do Império mais rico da Europa, transforma você para sempre!
Bye!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s