O inesperado vale do rio Reno!

IMG_6737

O rio Reno  corre por mais de mil quilômetros percorrendo vários países e desaguando no mar do norte mas em um pequeno trecho na Alemanha, de cerca de 60 km ele é especialmente encantador. Nesta pequena e linda região, que fica entre as cidades de Mainz e Koblenz, o rio Reno é ladeado por enormes vinhedos, castelos, cidadezinhas além de ser uma região grande produtora de vinho branco Riesling.

Fomos em busca dessa região em nossa última viagem, e não nos decepcionamos, o vale do rio Reno é lindo! Passamos 1 semana adorando a aventura de andar de cidade em cidade, provar o vinho de diferentes produtores, visitando castelos medievais e comendo e bebendo muito bem e barato.

Como já disse, o vale situa-se entre Mainz e Koblenz  e são apenas poucos quilômetros com várias cidadezinhas ao longo de seu percurso. Nós aterrissamos em Frankfurt e alugamos um carro para percorrer o vale. Chega-se à região desde Frankfurt em menos de 1 hora, é muito perto e escolhemos um hotel no meio do vale, para ficar perto de todas as cidades.
A cada dia escolhíamos para qual lado iríamos e saíamos para novas descobertas e aventuras.  O rio Reno é uma enorme avenida da Alemanha, por ele o país transporta muito da sua produção, então, além de lindo o rio é muito importante na economia alemã. A cada lado do rio, além das ótimas rodovias, existem ferrovias que também transportam muito da produção. E também a cada lado do rio, existem ciclovias, por onde os alemães viajam e passeiam.

Existem muitos cruzeiros pelo rio, em grandes barcas que param de cidade em cidade e no qual você pode embarcar onde bem entender e descer também. Nós escolhemos fazer um cruzeiro curto no nosso último dia na região, para fechar com “chave de ouro”.
Vamos então falar das cidades mais legais ao longo do rio no sentido Frankfurt/Koblenz e deixar as pegadinhas por último.

Mainz

A primeira cidade, é a maior da rota( um pouquinho maior que Koblenz),  com cerca de 180 mil habitantes, é uma típica cidade média da Alemanha. Tem um centro histórico bem preservado, onde fica a catedral enorme e lindíssima e onde você encontra uma feira livre maravilhosa! Vendem de tudo na feira, desde legumes e hortaliças, a queijos, embutidos divinos, e até flores. Vá pela manhã, visite a feira e aproveite para almoçar num dos muitos restaurantes que ficam ao redor da catedral no centro antigo. Além do centro histórico, Mainz é uma cidade super moderna e movimentada, que não precisa de mais de 1 dia de visita.

Bingen

Bingen é uma cidadezinha linda com um centro histórico, lindas pontes, um museu, um castelo e com a “Torre dos ratos”, no meio do rio, onde conta uma lenda, foi preso um arcebispo que quando estava no poder extorquia o povo com altas taxas e impostos.  Dizem que o arcebispo foi peso na torre com ratos que o devoraram. Reserve para Bingen, uma manhã ou uma tarde.

Rüdesheim

Rüdesheim é a mais linda cidade da rota! Encantadora, alegre, movimentada, cheia de turistas e consequentemente com muita estrutura. É pequenina, mas tem muitas atrações interessantes e dela saem muitos dos cruzeiros pelo rio. Gastamos um dia e meio em Rüdesheim e ficaria mais se pudesse. Se você não fizer questão de se hospedar no meio da rota, então, Rüdesheim é a melhor opção. São muitos hotéis, restaurantes, cafeterias e lojinhas. Tudo encantador. Você esquece da vida passeando pelas suas ruazinhas, mas mesmo assim, não esqueça de visitar a rua Drosselgasse, uma ruazinha central, somente para pedestres, com diversos restaurantes, tabernas, e intenso comércio onde você pode provar a enorme variedade de vinhos produzidos na cidade e arredores, e o incrível “schnitzel”, um delicioso bifão de carne de porco, servido à milanesa e acompanhado de batatas fritas. Inesquecível.

Um ótimo programa também é subir de cable car (teleférico), até o monumento Niederwald com a estátua de uma linda mulher chamada Germânica. O monumento é uma homenagem a reedificação da Alemanha e fica em um parque muito bem estruturado para receber os turistas. Além do passeio de teleférico por cima do parreiral, muito legal, você ainda vai ter lá em cima no monumento, uma vista maravilhosa de Rüdesheim, Bingen e do rio Reno. Foi lá no monumento que me empolguei e fiz para a página do “Mala” no FB, um pequeno vídeo sobre a cidade .  Mas vá cedinho, antes que os turistas tomem conta de todos os espaços e não sobre um cantinho sequer pra você tirar fotos.

Ainda em Rüdesheim, existem muitos prédios históricos, como a Brömserholf, antiga residência da família Brömser que hoje abriga um museu de equipamentos musicais, a praça do vinho um espaço bem legal que tem um quiosque onde vendem vinhos da região e onde eu também me empolguei e fiz outro vídeo para o Blog, e a Abadia Beneditina St Hildegards, que produz cerâmicas e que ficam um pouco retirada da cidade.
Uma boa dica para você aproveitar Rüdesheim, é procurar o Turism Information, ( fica no centro, na rua à beira beira- rio)  que é muito bem estruturado, e oferece mapas, dicas, e todas as informações que você vai precisar.  Reserve um dia e meio ou dois para Rüdesheim, ela merece!

_MG_1701

Depois da mais linda cidade da região, vamos fazer uma pausa no post, mas prometo continuar a falar sobre o vale do rio Reno e suas atrações na próxima semana.
Bye!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s