Viajar com amigos ou sozinho?

 

Então amigo leitor, esse é um assunto sensível, porque fala sobre amizades e convivência, e minha resposta é: depende! KKKKKKKKK
Depende de quê? Muitos fatores, e você vai precisar avaliar bem, cada um e tirar sua própria resposta.
Vamos ressaltar primeiro, que “sozinho” pra mim, significa viajar, só com meu marido, porque sozinha mesmo, nunca viajei, então, não tenho essa experiência pra passar. E como você já sabe, só falo aqui, sobre experiências que já vivi. Essa sempre foi minha ideia, dar dicas sobre  viagens que já fiz e coisas já que vi e vivi.
Bom, então vamos falar das vantagens e desvantagens de viajar sozinho (no meu caso com o maridão) e viajar com amigos.

Viajar com amigos.

 

Vantagens:

-É muito divertido. Você tem companhia para jantar, conversar, e beber. Errar, acertar, e rir das roubadas.

-Tem sensação de segurança. Mesmo que seja só um sentimento, o fato de estar rodeado de amigos, falando a sua língua, passa uma sensação menor de insegurança.

-Tem ajuda garantida. Com amigos, você sempre pode contar, então, além da segurança mencionada acima, você pode dividir dúvidas, avaliar as melhores opções e dividir responsabilidades

-Dividir recordações. Você sempre terá companheiros para planejar e recordar. Porque a cada viagem você curte 3 vezes Quando planeja, quando viaja mesmo, e quando recorda. E dividir boas recordações com amigos, não em preço.

Desvantagens

 

-Você vai conhecer seus amigos intensamente. Viajar é uma convivência forçada, e as vezes, o contato diário,( quase um casamento), faz você conhecer uma faceta do seu amigo que você não conhecia, e pode ficar difícil.

-Pode perder o amigo. A desvantagem acima pode apenas tornar sua viagem dificil , mas pode também desfazer a amizade.

-Objetivos diferentes, produzem atritos. Se você e seus amigos tem interesses muito diferentes por exemplo, você é intelectual e gosta de visitar museus, e seus amigos são boêmios e só gostam de bar e baladas, podem haver muitas conflitos.

-Você vai precisar negociar e fazer concessões. Cada passeio, cada hora de encontro, cada restaurante, você vai precisar negociar e as vezes ceder. Mesmo que você e seus amigos tenham muitos interesses em comum, ainda terão algumas diferenças.

-Diferenças orçamentárias provocam conflitos. Muitas vezes, não é somente a diferença de disponibilidade financeira, mas o quanto cada um está disposto a gastar com coisas de seu interesse. Vou exemplificar: eu posso achar o máximo jantar em um restaurante caro e famoso, e um amigo achar isso uma bobagem.

Viajar só com o companheiro

 

Vantagens:

-Você vai poder curtir um “clima lua de mel”. Se você tem uma relação bacana, é uma delícia curtir a dois.

-Não vai precisar negociar nada. Pode fazer o que quiser, e quando tiver vontade. E se tiver vontade de não fazer nada, também pode.

-Pode fazer seu roteiro e planejar o que quer conhecer. Qualquer que seja seu perfil, intelectual, consumista, boêmio, gourmet, não importa, você pode escolher o que tiver vontade de visitar.

-Você já conhece seu companheiro de viagem. Mesmo que seu companheiro não tenha um perfil muito divertido, você já sabe o que esperar dele, então, não vai ter surpresas.

Desvantagens:

 

-Insegurança. Vocês vão estar sozinhos no mundo, e isso assusta.

-A convivência é forçada. Se você não tem convivência diária intensa com seu companheiro, podem haver problemas. Uma coisa é você ver seu companheiro de manhã e à noite, outra bem diferente, é numa viagem você dormir, acordar, e ficar junto o dia inteiro.

-Não terá ajuda. São só vocês dois. Ninguém mais para tirar uma dúvida, ninguém para pedir ajuda, nem se ficar doente, e principalmente, ninguém para pôr a culpa se algo sair errado.

-Não é tão divertido jantar à dois. É romântico mas não tão divertido. Em um grupo, você se diverte mais.

Minha experiência nas duas modalidades, foi muito boa, e mesmo já tendo passado por algumas desvantagens, não posso dizer que prefira uma delas.
Gosto de viajar com amigos porque me divirto muito. Acho deliciosa a cumplicidade que uma viagem cria, as recordações divididas, as roubadas e as surpresas. Tenho sempre muito cuidado em convidar amigos, não porque não os ame muito, mas porque graças a Deus, tenho amigos muito diferentes de mim, com interesses muito diversos, e isso em uma viagem, pode atrapalhar. Mas já entrei em roubadas também, que serviram para me ensinar boas lições.
Gosto também de viajar só com o maridão, e me divirto muito. De uma maneira diferente, claro, mas sempre é ótimo. Temos muitos interesses em comum, estamos acostumados a uma convivência intensa (trabalhamos juntos a 40 anos), e temos sempre muitos assuntos para conversar, logo, viajarmos juntos, é um programão.
Mas atenção para alguns detalhes: Se seu marido é um chato, ele vai continuar chato na viagem. Se seu amigo é um “semnoção”, vai continuar sendo durante a viagem. Viagem não muda as pessoas, ao contrário, acentua todas as características, pela convivência intensa.
Também importante lembrar que alugar um carro para viajar com os amigos todos juntos, no mesmo carro, vai transformar sua viagem quase num casamento, então avalie bem essa ideia.

 

Lembre-se, viagem é sempre uma ótima ideia, mas a diferença entre realizar um sonho ou entrar num pesadelo, é o planejamento. Boas escolhas são sempre o início de maravilhosas jornadas.
Bye!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s